terça-feira, 22 de abril de 2014

Líderes do transporte coletivo de passageiros terão reunião com prefeito de SV hoje (22)

Às 17h30 de hoje (22), líderes do transporte público coletivo feito por lotações estarão reunidos com o prefeito de São Vicente, Luís Claudio Bili, e integrantes da CEV (Comissão Especial de Vereadores) do Transporte Coletivo de Passageiros - presidida pelo vereador Pedro Gouvêa.

O encontro, que acontecerá no salão nobre da Prefeitura de São Vicente, visa conhecer o assunto a ser discutido na audiência divulgada no edital publicado no dia 12 de abril de 2014, no Jornal Vicentino, que visa apresentar à população da cidade o projeto de novo sistema de transporte público municipal. A audiência está marcada para acontecer na próxima quinta-feira, dia 24 de abril, às 18 horas, no Centro de Convenções.

"Este edital nos pegou de surpresa. Nos reunimos com o prefeito dez dias antes da sua publicação e ele não disse nada. Estranhamos pois estamos fazendo um trabalho forte voltado para a melhora do sistema e fizemos tudo o que nosso executivo municipal aconselhou a fazer", disse o presidente da Cooperlotação, Anderson da Silva.

Segundo Anderson, os permissionários de lotações estavam, inclusive, esperando a decisão do prefeito sobre a mudança da frota - algo que se preparam por meses, chegando a apresentar a proposta no salão nobre em outubro passado, como mostra a matéria publicada no blog, em 9 de outubro de 2013 (clique AQUI para ler).

Na ocasião, o prefeito disse aos líderes do transporte coletivo que na primeira semana de janeiro deste ano, anunciaria sua decisão sobre a frota. Até hoje, esta decisão não foi informada para os autorizatários de lotações.

"Muitos assuntos precisam ser discutidos na reunião de hoje, até porque - em nosso entender - é mais fácil e barato investir num sistema que já existe do que criar um novo. Além do que, nos propomos a trabalhar para mudar as falhas e já estamos fazendo a nossa parte. É necessário que a prefeitura também faça a dela, fiscalizando os carros nas ruas e punindo os maus profissionais. Queremos um transporte melhor para São Vicente", finalizou o presidente.